Tira dúvidas

Aqui você poderá tirar suas dúvidas sobre rotinas de treinamento, métodos e sistemas de musculação, tipos de exercícios e montagem de programas para objetivos específicos, implicações do treinamento com pesos na saúde, enfim, qualquer assunto que envolva diretamente os exercícios resistidos. Basta enviar sua pergunta ou sugestão utilizando o formulário abaixo, ficar atento e aguardar a resposta nessa mesma página ou em seu e-mail.

85 thoughts on “Tira dúvidas

  1. Sou personal também e passo para minhas alunas o exercício de 4 apoios para o glúteo. O que você acha, pois já me disseram que você não utiliza exercícios com caneleiras. Abraço

    ROMNEY -Suderlan, todo exercício é destinado a um tipo de condicionamento e a uma determinada situação; não tenho nada contra exercícios como o 4 apoios, mas quem vai a uma academia, certamente quer que seu tempo seja otimizado e que os exercícios propostos pelo profissional responsável sejam os mais eficazes possíveis. Se o objetivo é atingir os glúteos, eu asseguro a você, sem sombras de dúvidas, que qualquer agachamento ou qualquer leg press ou variações destes exercícios conseguem um resultado bem melhor que o uso de caneleiras. Deixe este tipo de exercício para quem não tem disponibilidade de ir a uma academia. Se você tem recursos mais eficazes, por que não utilizá-los? Seus clientes com certeza irão agradecer. Espero ter ajudado.

  2. Olá Romney. Parabéns, seu site está excelente um conteúdo maravilhoso, e lhe confesso que sigo a mesma linha de raciocínio em relação a prática do treinamento de força. Não é bem uma dúvida que tenho pois sou totalmente contra ao que profissionais vêm preconizando nas academias que freqüento em relação a divisão muscular na sessão de treinamento, em particular de MMII. Já cheguei a presenciar treinamentos aonde se realizava exercícios de cadeia cinética fechada como se o único músculo acionado fosse o quadríceps na seg/qui; ísquiotibiais na série era relacionado, entre outros, o stiff na ter/sex, e glúteo qua/sáb. Tenho muitas outras observações contra está pratica que em muita academia é bastante comum: a exemplo alto volume, ignorando por completo a recuperação muscular e a importância da intensidade no treinamento. Aguardo sua opinião!
    Grato pela atenção.

    ROMNEY – Meu caro Edivã, cada profissional tem sua linha de trabalho baseada em alguma coisa: ou experiência pessoal, ou na experiência dos outros, somente em publicações, enfim…Em alguma linha ele tem que estar se guiando, certo? Meu comentário é o seguinte: se o treinamento em questão está dando resultados, se mostrando eficiente, seria certo continuar nele. Aí vem a pergunta – Se está bom, não poderia melhorar? A resposta fica a cargo do profissional responsável pela prescrição do treinamento. O que não se pode é tomar alguns casos como exemplos únicos a serem seguidos, contrariando princípios básicos de treinamento, a individualidade biológica, por exemplo, a cinesiologia e o bom senso geral. Quem nunca viu alguém fazendo Leg Press com os pés no alto do carrinho dizendo que era para atingir os ísquios e no dia anterior ter feito Hack com o objetivo de treinar o quadríceps? Até hoje vejo alguns “profissionais” prescrevendo avanço como exercício para glúteos, um dia depois de supostamente ter treinado quadríceps. Que bom que você, pelo menos, mostra conhecimento sobre o assunto. Parabéns

  3. Gostaria de saber se para hipertrofia é melhor descansar menos entre as séries.Porque nos livros de musculaçao e cursos a fora sempre pregaram que seria 1 a 2 minutos para hipertrofia e 30 a 40 segundos em época de competição.Qual a sua opinião.
    Gilsomar Dezan…

    ROMNEY – Recomendo variar os intervalos entre as séries do mesmo modo como devem variar número de séries, repetições e exercícios. Pessoalmente, costumo utilizar intervalos que vão de 30 seg a 2 min no máximo, dependendo do grupo muscular. Em preparação para competições, algo em torno de 1 min, podendo variar para mais em treino de pernas. Não fique muito ligado em marcar severamente o tempo, ok? Descanse o necessário até que esteja pronto a realizar a próxima série com a carga e o número de reps propostos. Obrigado por visitar meu site e qualquer outra dúvida, pode entrar em contato comigo.

  4. Romney gostaria de saber sua opinião sobre as variações dos pés no leg 45 e outros aparelhos…

    ROMNEY – Diogo, no leg press, as únicas variações que costumo utilizar é colocar os pés mais acima ou mais abaixo do carrinho, o que enfatizaria no primeiro caso, o trabalho dos glúteos pela maior flexão do quadril e, no segundo caso, como a flexão dos joelhos seria mais pronunciada, o quadríceps seria mais exigido que na variação anterior. Sobre o afastamento lateral dos pés, posso variar um pouco, mas nunca de forma exagerada como alguns o fazem, com o quadril demasiadamente abduzido, limitando a amplitude e causando desconforto na coxo-femural em alguns casos. Em alguns clientes apresentando medida do quadril muito acentuada, costumo pedir que executem com afastamento lateral limitado, com os pés quase juntos, supostamente atingindo mais eficientemente o vasto lateral, valendo o contrário disso se a intenção for priorizar o vasto medial. Uso as mesmas técnicas no hack squat. No agachamento livre, por exemplo, a base usada sempre é a medida dos ombros, podendo às vezes ser ligeiramente maior, visto que com os pés muito juntos a amplitude se torna limitada pela propensão do quadril em flexionar demais antes que as coxas estejam paralelas ao chão. Via de regra é isso: pés mais acima ou mais abaixo, mais ou menos flexão dos joelhos e do quadril, glúteos ou quadríceps trabalhando mais ou menos. Abraço

  5. Olá Romney, muito bom seu site, parabens! Gostaria de saber a forma certa de alongar o peitoral menor, uma vez que ele é um dos principais musculos a puxar o ombro para frente!
    Grande abraço e sucesso.

    ROMNEY – Daniel, obrigado pelo comentário e por visitar meu site. Como vc mesmo mencionou, o peitoral menor em encurtamento provoca a protração e limita também a flexão do ombro; existem alguns exercícios de alongamento para este músculo, ficando mais fáceis de se entender com alguma ilustração. O que posso te sugerir, dos mais simples de se entender e realizar seriam estes:
    1- No solo:
    – sente no chão com suas pernas estendidas e os pés encostados na parede (para evitar escorregar) ;
    – com os braços estendidos, coloque as palmas das mãos no chão (dedos apontados para trás), cerca de 30 a 40 cm atrás dos quadris;
    – mantendo os braços estendidos, incline o corpo para trás na direção do chão e com a coluna reta.
    Para aumentar o alongamento, mantenha os braços bem estendidos (esticados, ok?) e, se puder, afaste mais as mãos dos quadris.
    2 – Em pé:
    – fique em pé de frente para o vão de uma porta ou para um canto;
    – afaste os pés na largura dos ombros, mantendo um deles um pouco à frente do outro;
    – levante os braços esticados acima da cabeça e coloque a palma das mãos na parede ou no batente da porta;
    – incline todo o corpo para a frente, usando o pé que está a frente para controlar a inclinação.
    Para aumentar o alongamento, mantenha os cotovelos travados e a coluna reta. Quanto maior a inclinação do corpo para a frente, maior o alongamento também.
    Ambos os exercícios alongam, além do peitoral menor, peitoral maior, parte anterior do deltóide, coracobraquial, bíceps braquial e outros menos alongados como o subclávio, rombóides, parte inferior do trapézio e grande dorsal. Espero que tenha te ajudado. Abraço

  6. Olá, muito legal seu site!
    Eu sei que o emagrecimento é uma questão multidicisplinar, mas no que diz respeito à musculação, gostaria de saber se vc recomenda repetições mais elevadas (3,4 series de 20, por ex.)?!?

    ROMNEY -Obrigado por visitar meu site. Quanto a sua pergunta, emagrecimento está relacionado ao balanço de calorias ingeridas e gastas. Para emagrecer basta consumir menos energia e gastar mais. Como saber quanto eu preciso consumir para emagrecer? Qualquer bom nutricionista pode fazer rapidamente este cálculo. A respeito das séries e repetições, já pensou que ridículo eu pedir para algum cliente meu que esteja bem acima do peso e que consiga, por exemplo, realizar 10 repetições no supino com 140 quilos, baixar a carga para 70 quilos e fazer 20 repetições, dizendo eu a ele que assim vai emagrecer? A chave de tudo sempre será a ingesta calórica. Muitas repetições somente para quem treina visando adquirir resistência muscular ou quer desenvolver mais rapidamente uma tendinite. Abraço e recomende dieta para quem quer diminuir percentual de gordura, ok?

  7. Oi, achei muito interessante seu site e gostaria de tirar uma dúvida.
    Estou malhando há alguns meses e meu glúteo e culote direito estão mais desenvolvidos que o esquerdo. O que eu faço para corrigir esse erro?
    ROMNEY – Cecília, não se trata bem de um erro, mas de uma assimetria muito comum, principalmente entre membros opostos ou regiões de lados opostos. A minha sugestão é que você dê tempo ao tempo, pois como mencionou, seu tempo de treino é relativamente curto e estas diferenças tendem a diminuir ou até mesmo desaparecer à medida que o treinamento evolui. De qualquer forma, observe atentamente a dieta para seus objetivos, já que o culote é formado basicamente de gordura e continue dando intensidade ao treino de membros inferiores. Qualquer outra dúvida, não hesite em entrar em contato. Abraço

  8. Olá,
    Gostaria de tirar uma dúvida, e se possível ao publicar aqui, me envie por e-mail também !Podemos ter um resultado maior se conciliarmos os dois tipos de exercícios, como por exemplo, fazer a musculação e posteriormente esteira por aprox 20 min?
    Obrigado. Bruno
    ROMNEY – Bruno, obrigado por visitar meu site. Quanto a sua dúvida, depende do resultado que você deseja: se for reduzir o percentual de gordura sem muita pretensão em adquirir volume muscular, nada contra, se o tempo total de treino não ultrapassar 60 a 80 minutos, mais ou menos. Você pode até, em outro horário, acrescentar mais 30 a 40 min de aerobiose. Se o objetivo for aumento de massa muscular, recomendo que faça o treino aeróbio por 30 min no máximo, sempre em horários ou dias diferentes da musculação. Em ambos os casos se faz necessário o acompanhamento nutricional específico, prescrito por um profissional da área, ok? Abraço

  9. Boa tarde
    Meu nome é Carolina tenho 1,65 cm e peso 81kg
    Até os 18 anos pesava 95kg, fiquei quase louca e fiz todas as dietas malucas que existem, aos 21 cheguei aos 61kg tão sonhados, mas ai veio o casamento e hoje estou com 26 anos e 80kg novamente, quero muito emagrecer me recomendaram um cardápio e gostaria de perguntar se está certo, estou caminhando acelarado todos os dia por 40 minutos, e já passou 2 semanas e só perdi 1kl até agora, estou sendo fiel mesmo fazem 14 dias que não coloco uma grama de açucar ou trigo na boca, por favor me corrija se necessário:(segue o cardápio…)
    Até gostei de fazer este cardápio pois não sinto fome alguma, porém não me ajudou ainda, minha família sempre foi gordinha e sempre tivemos dificuldades para emagrecer, estou vendo um emprego que minha amiga indicou mas lá a mais gordinha pesa 68 kg, queria chegar pelo menos aos 70 até 20 fevereiro, qdo começa a seleção me ajude POR FAVORRRRRRRR
    Desde já agradeço …
    ROMNEY – Carolina, primeiro de tudo, calma!!!!!!! Dúvidas sobre dietas, preferencialmente, devem ser tiradas por um profissional nutricionista, ok? Me parece, pelo que pude observar, que seu cardápio precisa de uma revisão URGENTE mas, novamente, só um nutricionista competente está apto a fazê-la e eu, se fosse você, não perderia tempo em procurar um. Feito isso, atividades físicas como musculação (aceleram seu metabolismo, combatem a flacidez que acompanha o processo de emagrecimento, dentre outros benefícios) e exercícios aeróbios te ajudariam, e muito, a alcançar seus objetivos. Lembre-se que nosso corpo não se modifica da noite para o dia e tempo é necessário para que mudanças significativas aconteçam sem riscos à saúde. Procure também um profissional de Ed. Física experiente para prescrever estas atividades nas medidas necessárias à sua condição atual. No mais, é só persistência e força de vontade que, pelo que pude perceber, você já tem. Força e não desista.

  10. Gostei muito,penso da mesma forma que vc; já deixei de comprar caneleiras pesadas para minha academia. Quer crescer…vai pra sala de musculação. Abraços

  11. Olá..Eu tenho uma aluna que tem uma assimetria muito significativa, sendo o lado esquerdo maior em 4cm do que o lado direito…visivelmente o percentual de gordura é muito maioir do que o lado direito..devido ao protocolo faço a avaliação fisica no lado direito, havendo variação nos valores reais do percentual de gordura dela…fiz alguns trabalhos unilaterais…mas não houve grandes resultados…Minha duvida é será que posso fazer séries acima de 20 repeticões para o lado esquerdo para ter uma chegar a uma simetria?
    ROMNEY – Paula, obrigado por visitar meu site. Sua aluna tem essa assimetria onde, especificamente? Acredito que não seja em todo o hemicorpo esquerdo (4 cm a mais, onde?). Nunca me deparei com esse tipo de problema e antes me certificaria se não é algum tipo de patologia (ordem congênita?). De toda forma, não faria nenhum trabalho diferente de um lado em relação a outro; procuraria direcionar o treinamento de acordo com os objetivos dela e de modo algum elevaria o número de repetições (?). Por favor, não ache que elevando o número de reps a mobilização de gordura será maior, ok?. Acompanhamento nutricional e treinamento contínuo e frequente têm que apresentar resultados positivos, pelo menos diminuindo consideravelmente essa desproporção. Me avise, por favor, a evolução dela, ok? Abraço.

  12. Adoooorei o site!!!!!
    Malho há mais de 5 anos e de 1 ano para cá percebo que por mais que malhe glúteos eles não ficam tão firmes e na forma que gostaria.
    Os exercícios que tenho realizado são: nas segundas e quartas, faço agachamento a fundos e leg press 90º, nas terças e quintas glúteo 4 apoios com caneleiras e em pé num aparelho de musculação. De vez enquando faço o do caixote para variar.
    Obs.: Treino pesado, por exemplo no a fundos faço com barra livre e estou usando peso total de 90Kg,leg 90º peso total de 250kg ambos para 8 repetições, glúteo 4 apoios 22kg em cada perna e glúteo na máquina 121kg ambos 12 repetições.
    O que vc sugere que possa fazer para conseguir o resultado que espero?
    Obrigada.
    ROMNEY – Kathely, obrigado por visitar meu site e pelo elogio. Basicamente, os resultados seriam bem mais satisfatórios se você treinasse menos. Quando diz que treina agachamentos e afundos às segundas e quartas, pra começar, seu corpo necessitaria ter um intervalo maior de recuperação entre esses dois treinos (pelo menos 72hrs), até mesmo pra que você consiga dar mais intensidade ao treinamento em questão; nas terças e quartas, ao treinar glúteos, como mencionou, você está mais uma vez mobilizando estes mesmo músculos, impedindo que os coitadinhos respirem e se recuperem, visto que QUALQUER agachamento e leg press, bem como suas variações (avanço, subida no caixote, hack, unilaterais) atingem sempre a região glútea em maior ou menor intensidade dependendo do exercício, pois são movimentos multiarticulares que movimentam tanto o joelho quanto o quadril, onde estão os glúteos. Sugiro que vc dê um tempo nos famigerados 4 apoios e afins, treine coxas em um dia, priorizando quadríceps (extensão de joelhos, agachamentos e leg presses) e dê o intervalo necessário até mobilizar novamente a musculatura, desta vez adicionando exercícios que concentram maior esforço nos glúteos (passadas, avanço, agachamento livre, leg 45° ou 90° unilateral) e posteriores da coxa. Se não quiser parar de dar coices no ar (4 apoios), arremate com eles somente no final, ok? Tente fazer isso por um tempo e garanto a você que resultados positivos aparecerão. Converse com seu professor porque ele TEM por obrigação saber disso. Abraço e bons treinos.

  13. Professor, estou na graduação de educação física e tenho um trabalho na cadeira de musculação sobre o exercício “Avanço”. Gostaria de utilizar opinião de alguns bons profissionais da area no trabalho e queria saber qual sua opinião sobre o exercício, se tiveres algum comentário sobre variações de posição ou angulação da articulação que tu utilize também seria de grande valia.Desde já muito obrigado. Site muito bom! Parabéns.
    ROMNEY – Rogério, obrigado por visitar meu site e pelo elogio. Bem, sobre o exercício avanço, além das dicas que estão contidas nas explicações do site, costumo utilizá-lo mesmo em alunos iniciantes, com o peso do próprio corpo e sempre fazendo uso de um step no pé que está atrás, fazendo disto um educativo para que o executante se acostume em não dividir o peso com o membro de trás. Também costumo usar variações, estas com alunos mais avançados, com o peso do corpo ou segurando um par de halteres, partindo da posição com os pés juntos, realizando o avanço à frente e, com a mesma perna que foi adiante, realizar a extensão do joelho e empurrá-la de volta à posição inicial (uso com uma perna de cada vez ou alternando ambas). No avanço guiado ou na máquina, posso usar o step da frente bem próximo (quase embaixo da barra), fazendo com que o executante esteja com o calcanhar da frente próximo ao quadril, propiciando um ótimo pré-estiramento no quadríceps, além de acionar fortemente os glúteos e adutores também. O certo é que este poderoso exercício, além de contribuir com uma grande ativação de unidades motoras do quadríceps (experimente fazer um treino de 4 a 5 séries de avanço e no treino seguinte de coxas, veja como as cargas que normalmente utiliza nos demais exercícios parecerão mais leves!), também contribui para um excelente desenvolvimento da musculatura adutora do quadril (veja Musculação: Estética, Preventiva, Corretiva. Avaliação cinesiológica através de ressonância magnética. ED. Revinter; Autor: Tesch, Peter A.). Conheço alguns profissionais (?) que costumam incluir este exercício nos dias de treino de posteriores de coxa, às vezes no dia seguinte do suposto treino de quadríceps; gostaria de vê-los realizar estas rotinas para ver se conseguem, pois somente quem passou voando pela cadeira de cinesiologia ignora que na hora da execução do movimento, são os quadríceps que estão no sufoco e sendo tão ativados quanto os glúteos, pois se trata de movimento biarticular, realizado tanto pela extensão do joelho quanto do quadril. Espero que tenha te ajudado e que você treine e experimente as sensações e sutilezas dos exercícios, que só quem pratica pode conhecer e saber realmente onde o calo aperta. Um abraço e parabéns pela escolha do curso

  14. Ola, bom dia!
    Excelente o site, parabéns!

    Gostaria de uma informação, estou começando academia e queria sugestões para abdominais. Malho 3x na semana, meu treino é A(Dorsais e Tríceps) B (Peitorais e Bíceps) C (Ombros e Pernas). Busco a hipertrofia.
    Desde já, obrigado.
    Obrigado por visitar meu site e pelo comentário. Marlon, se houver disponibilidade, seria interessante adicionar mais um dia de treino à sua rotina semanal, já que está dividindo os dias para grupos musculares isolados. Se a intenção é treinar mesmo os 3 dias, experimente sempre começar a semana com o grupo muscular que mais te interessa, que sente mais diiculdade em desenvolver. Considerando que sua rotina comece mesmo com DORSAIS:
    A – COSTAS E TRÍCEPS / ou A – OMBROS E COSTAS
    B – PERNAS E BÍCEPS / B – PERNAS E BÍCEPS
    C – PEITO E OMBROS / C – PEITO E TRÍCEPS

    Leia também o artigo “INTERVALO ENTRE ESTÍMULOS MUSCULARES” do meu site e entenda como planejar uma divisão de rotinas de treino de maneira que os grupos musculares dispostos não interfiram no rendimento uns dos outros, ok? leia também “CICLOS DE ROTINAS DE TREINAMENTO”. Quanto aos abdominais, tente realizar os mais diferentes exercícios e dê prioridade a 2 ou 3 que mais sinta trabalhar a região em questão, com 3 a 4 séries de repetições máximas, 2 vezes por semana (veja o artigo “ABDOMINAIS”). Abraço

  15. Oi, eu tenho algumas dúvidas…Estou com 48 anos, treino há mais de 10 anos, mas nos últimos 5 anos eu engordei muito (passei de 60 para 71 kg), devido ao hipotireoidismo. Treino todos os dias musculação(série A/B) e aeróbico( pouco), mas não consigo diminuir meu percentual de gordura(34%) e nem ganhar massa muscular.Como deve ser o treino de quem tem hipotireoidismo?Na minha academia ninguem sabe me orientar.Obrigada.
    ROMNEY – Obrigado por visitar meu site. Regina, quem tem esse tipo de disfunção da tireóide, normalmente o controla com ajuda de medicamentos, normalizando, na maioria das vezes, a produção de TSH. Como os níveis desse hormônio estão controlados, nada impede que o metabolismo da pessoa em questão esteja normal ou o mais próximo disso. Em relação à perda de gordura, aconselho que procure um profissional nutricionista e exponha seus objetivos e dificuldades; quanto ao treinamento na musculação, divisões do tipo A B não são para quem tem o tempo de treino que você tem, pois não se consegue dar ênfase em um grupo muscular específico, dificultando o ganho de massa muscular. Se treinar todos os dias como mencionou, fica ainda mais fácil essa divisão, treinando os grupos musculares isolados em dias diferentes. Vou te dar um exemplo: às segundas você treinaria a parte anterior das coxas, panturrilhas, abdominais e aeróbio (20 min); na terça faria peito, ombros e tríceps, na quarta, posteriores de coxa e aeróbio (30 min); quinta treinaria costas, bíceps e abdominais e sexta, anteriores da coxa, panturrilhas e aeróbio (20 min). Deste modo, você consegue dar mais intensidade aos treinos, pois os grupos musculares estão dispostos em dias diferentes e separados. Neste exemplo, a prioridade seria o treinamento de pernas, mas poderia mudar conforme o objetivo de cada pessoa. Converse com o professor responsável por elaborar sua planilha de treino. Ele TEM por obrigação saber disso. Caso contrário procure outro profissional ou mude de academia. Abraço.

  16. Olá! Meu nome é Lireda e sempre apreciei o fisiculturismo. Pratiquei esporte e musculação até os 23 anos e tinha um corpo bem definido e 58kg (não musculoso). Depois nunca mais fiz nada, casei, tive dois filhos e engordei muito, estou com 70kg e 39 anos e não faço nenhum tipo de exercício. Tenho um sonho de ser fisiculturista mas será que é possível?
    ROMNEY -Lireda, obrigado por visitar meu site. Como vc deve saber, um fisiculturista de nível competitivo é produto de anos de treino, dieta totalmente voltada para este fim específico (que em nada se parece com dietas convencionais) e uma série de fatores correlatos, como genética favorável, tempo disponível de treino e descanso, etc. Como descrito no artigo “NÃO SE ENGANE!” em meu site, nada impede que você se dedique em cultuar seu corpo (como o nome sugere) para sua própria satisfação e promoção de sua saúde. Nada também mais compensador que se olhar no espelho e poder identificar as mudanças que surgem a cada dia, a cada mês e ano…ver que está indo na direção certa e até a alegria de poder mudar esta direção quando as coisas não avançarem conforme o planejado. Este é o grande barato de se treinar sem ter o compromisso de competir. O fator tempo está a seu favor e você pode se permitir errar de vez em quando. Volte a treinar o mais rápido possível, se matricule em uma academia, procure um bom personal trainer e marque uma consulta com um nutricionista especialista em nutrição esportiva antes de tudo. No que eu puder ajudar, conte comigo. Abraço e boa sorte

  17. Tenho 28 anos 1,58cm tenho escoliose funcional e estou fazendo musculação a 1 mês e queria saber quais tipos de séries na musculação eu posso fazer, pois pelo que vejo na minha academia, todas as meninas fazem as mesmas séries que eu e aí não tenho levado muita fé nos resultados; me oriente por favor!! O que faria no caso para eu emagrecer e enrigecer, pois estou flácida e devido ter engordado e emagrecido, no momento estou com 65kg e meu peso normal é de 60kg. Não quero ter menos que isso porque ficaria mas difícil pra ficar toda durinha e também faço esteira em casa as vezes. Como também eu faria caminhada na esteira? Me ajude por favorrrrrr
    ROMNEY -Josiane, obrigado por visitar meu site. Quanto à sua dúvida, um programa orientado de musculação tem que respeitar, primeiramente, a individualidade biológica de quem o está realizando, quero dizer, de acordo com seus objetivos, nível de condicionamento atual, idade, sexo, composição corporal dentre outros, é que este programa tem que se basear e ser prescrito especialmente para o praticante em questão. Da mesma forma que não existe uma única dieta pra todo mundo, não existe um programa de musculação único pra todo mundo também, entendeu? Se todas as meninas estiverem fazendo a mesma coisa, independente do que foi mencionado acima, procure outra academia ou outro profissional para te orientar. Se o seu objetivo é emagrecer, procure, antes de tudo, um profissional médico para diagnosticar possíveis distúrbios hormonais e um profissional nutricionista, especialista em nutição esportiva. Durante o processo de emagrecimento, para combater a flacidez, continue na musculação. É impossível prescrever alguma coisa sem ter o conhecimento de todos os fatores acima mencionados e de outros mais. Boa sorte. Abraço

  18. Olá, também adorei o site e gostaria de tirar uma dúvida:
    tenho 19 anos e há dois meses malho em uma academia com personal que fez meu treino pra hipertrofia com 3×10. Minha amiga que malha a muitos anos falou que esse treino nao hipertrofia as pernas e que é pra eu fazer 4 séries 2×8 + 2×6 (com mais carga); meu profesor achou pesado e minha amiga falou que ele esta me deixando “de molho”. O que devo fazer?? E a ordem dos exercícios altera muito os resultados???
    Obrigada.
    ROMNEY -Patrícia, obrigado por visitar meu site. Quanto à sua dúvida, como deve saber, cada profissional segue uma linha de trabalho baseada em sua própria experiência ou na de alguém. Eu, particularmente, abomino séries com repetições fixas como as que você citou, pelo simples fato de limitar o trabalho muscular de quem executa o exercício com o objetivo de hipertrofia. Imagine poder realizar mais 2 ou 3 repetições com uma determinada carga, mas vai parar porque a bendita ficha marcava 3 x 10, 2 x 8, 2 x 6 ou o que seja. O executante tem que desafiar-se e procurar a falha momentânea da musculatura em cada série e é impossível saber em quantas reps isso vai acontecer. Agora, se eu sugiro, por exemplo, que você realize 4 séries de 15 a 6 reps, aumentando a carga a cada nova série e buscando a falha muscular, você teria todas as reps entre 15 e 6, nâo interessando se seria na rep 13 ou na 7, entendeu? O parâmetro tem que instigar a pessoa a se superar e não a limitar-se. Mas, isso depende do profissional que está te auxiliando. Ele deve saber porque está prescrevendo assim – pelo menos é o que eu espero. De qualquer forma, é mais sensato dar ouvidos a ele que a sua amiga, a não ser que ela seja profissional da área também. A ordem dos exercícios deve obedecer a prioridade do grupo muscular que deseja ser desenvolvido. Exemplo: se a prioridade são os glúteos, exercícios como avanço, agachamento livre, passadas devem ser realizados no começo da rotina de treino de pernas. Espero que tenha entendido e qualquer outra dúvida, não hesite em perguntar. Abraço

  19. Romneyyy!! Adorei teu site… passei quase 1hora so lendo tds essas tuas dicas! Adorei mesmo! Parabens!!!

  20. Olá,Romney. Adorei o seu site e gostaria de algumas dicas. Treino musculaçao há alguns anos para alcançar hipertrofia mas o meu desenvolvimento está lento e sei que não é de um dia p/ o outro. Estou fazendo o treino de Ivete Sangalo e to adorando. Um abraço
    ROMNEY – Obrigado por visitar meu site e também pelo comentário. A principal dica seria procurar uma boa academia onde trabalhem profissionais de Ed. Física experientes, que saibam compreender e prescrever um treinamento de acordo com seus objetivos e necessidades individuais, juntamente com o acompanhamento nutricional direcionado para estes objetivos, também prescrito por um profissional especializado em nutrição esportiva. Como você mesma mencionou, as mudanças não acontecem do dia para a noite, mas, certamente, virão bem mais rápido se o treinamento for direcionado a você, pois cada programa deve ser individualizado, atendendo principalmente questões relativas a sexo, idade, condição física atual, possíveis restrições físicas e biológicas, objetivos, o modo como se alimenta, dentre outros. Jamais deve ser copiado um programa que foi prescrito para outra pessoa, justamente pelos motivos acima, da mesma forma que uma dieta não deve ser seguida se esta foi prescrita para outra, entendeu? Imagine se alguém fosse seguir o treino de um campeão de fisiculturismo ou de natação, por exemplo! No mínimo, iria colocar em risco sua integridade física. Siga estes conselhos que, asseguro a você, seus objetivos na musculação serão atingidos com segurança e talvez mais rápido que imagine. Abraço

  21. Adorei!!! Era tudo que eu estava procurando! Gostaria de uma dica de treino pesado para hipertrofia, pois já treino há 3 anos e acho que atingi meu limite genético. Malho um dia perna completa(agachamento, leg, avanço, cadeira etensora, stiff, flexora deitada, sentada e vertical) e no outro dia malho glúteos, bíceps e tríceps, e assim sucessivamente… Tá certo o meu trieno?
    ROMNEY – Kelly, obrigado por visitar meu site e pelo comentário. Quanto à sua dúvida, tenho uma boa notícia pra você: te asseguro que seu potencial genético está longe de ser atingido, principalmente porque pra que isto esteja mais ou menos sob suspeita, a pessoa em questão tem que estar treinando, se alimentando e descansando de uma forma tal que não deixe dúvidas quanto a pouca ou nenhuma mudança em seu físico. Se isso acontecesse rápido assim, os fisiculturistas, por exemplo, estariam treinando a cada ano buscando o quê? E olha que eles fazem tudo dentro da quase perfeição! Converse com seu professor, exponha suas dúvidas e necessidades e dê uma olhada no comentário número 12 do TIRA DÚVIDAS em meu site e veja que, pelo menos, treinando certo você não está. Pegando carona nesta dica, procure um profissional nutricionista especializado em nutrição esportiva e reveja sua dieta. Um abraço

  22. Muito bom esse seu site, Parabéns!
    Eu queria saber qual é o melhor suplemento para ganho de massa magra e definição. Animal Pack é um deles ??
    Abraços agradeço desde já.
    ROMNEY -Gustavo, obrigado por visitar meu site. Quanto a sua pergunta, se realmente houver necessidade de suplementação, dependendo do caso, você pode utilizar-se tanto de hipercalóricos quanto de hiperprotéicos (whey protein, por exemplo). Depende de qual nível de treinamento se encontra, de sua composição corporal, de seu gasto calórico e, principalmente, de como se alimenta diariamente. Conheço muita gente que se deu bem com o suplemento citado e outros que não notaram nenhuma mudança significativa com sua utilização. Cada caso é um caso e o que é bom para um, pode não ser exatamente igual p outro, entendeu? Aconselho procurar um nutricionista especialista em nutrição esportiva para melhor compreender essa questão e se houver necessidade, prescrição desse ou de outro suplemento. Abraço

  23. Faço musculaçao há 5 meses, treinamento intermediário, 5 vezes por semana. Tenho 1,61 de altura e 63 Kg. Quando comecei a treinar tinha 59 Kg.
    Fiz a bioimpedância há 2 meses e tive 19% de gordura.
    Gostaria de saber se esta correto ganhar tanto peso neste periodo.
    ROMNEY – Obrigado por visitar meu site. Rosângela, nâo entendo como, por ser intermediária e ter tâo pouco tempo na atividade, consegue treinar musculação 5 vezes na semana, mas, seu professor deve saber o que está fazendo. É perfeitamente normal ganhar o peso que ganhou, se esse for de massa magra em sua maioria e parabéns pelo percentual de gordura que considero bom, independente do que estava antes, para seu tempo de treino. Procure um profissional nutricionista experiente em nutrição esportiva, dê continuidade aos treinos condizentes a sua atual aptidão física e siga uma dieta específica aos seus objetivos. Abraço

  24. Achei muito legal; estávamos mesmo precisando de um site como este.
    Abraço.

  25. Gostaria de tirar uma duvida se possível; fiquei sabendo q correr em forma de “tiros” ajuda no ganho de massa nas pernas, o q eu quero saber é como deve ser feita essa corrida? Pode por ex. malhar perna hj e correr em “tiros” amanhã?
    abraço.
    ROMNEY-George, quando treinamos um grupo muscular, este posteriormente necessita de um repouso que varia dependendo da intensidade dada ao treino. Quanto maior a intensidade, mais tempo este grupo muscular vai precisar para se recuperar. Se o treinamento tem o objetivo de ganho de massa muscular, recomendo que o repouso seja algo entre 5 a 7 dias, já que a intensidade para este fim TEM que ser alta e, por este motivo, a prática citada por você se tornaria contraproducente. Treine, descanse, se alimente bem, não complique e deixe os “tiros” para os atiradores, ok? Abraço

  26. Olá!
    Tenho percentual de gordura alto nas coxas, também não gosto de ultilizar cargas elevadas (pra assim não aumenta-las)qual seria o melhor exercicio para diminuir este percentual. Obrigada
    ROMNEY – Ângela, obrigado por visitar meu site. Dieta e exercício são, reconhecidamente, a melhor forma de reduzir o percentual de gordura. Na mulher, em geral, as coxas tendem a ter maior acúmulo de gordura, bem como em outras regiões como os braços, os glúteos e abdômen. Seguindo uma dieta específica para seus objetivos e individualizada, você, com certeza, pode conseguir grandes avanços, pois NÂO EXISTE um exercício específico para este fim. Consulte um profissional nutricionista especializado na área esportiva que tenha experiência e um Profissional de Ed. Física para prescrever e orientar seu treinamento. Abraço

  27. Romey gostaria que vc me desse sua opinião a respeito de um assunto: já fui instrutor de academias e reparei que a maioria do povo nao gosta quando vc monta um treino para o indivíduo colocando para ele trabalhar cada músculo uma vez por semana; pensam logo que o melhor é fazer bíceps, peito e os demais grupos musculares duas vezes por semana e, quando eles pagam um personal, esperam que vc tb monte uma série kilométrica de peito pra eles, colocando um supino, logo em seguida um inclinado com halteres, corre pro voador segurando por 8 segundos a fase excêntrica e por aí vai…
    Só que eu nao costumo trabalhar com essas séries gigantescas; creio que acaba por catabolizar. Costumo trabalhar sempre na falha total e com cargas elevadas enão costumo fazer tri-séries.
    Para o povo, se vc o manda apenas fazer um supino reto com uma carga 80/90% até a falha, pensam logo assim ”isso qualquer instrutor manda eu fazer. Preciso de COISAS novas, séries gigantescas… que pode até funcionar pra uns mais creio eu que muitos exercícios se tornam excessivos. Queria que vc me desse sua opinião e espero que esteja entendendo o que quero dizer. Um grande abraço
    ROMNEY – Raphael, obrigado por visitar meu site. Quanto à sua pergunta, o que posso te responder é que a prescrição de um treinamento para ativação de um grupo muscular somente uma vez por semana, realmente, não é para a maioria dos frequentadores de academias. Para se treinar, por exemplo, peitorais, tem que ser um treino intenso ao extremo em que muitas vezes, sente-se o músculo treinado por 5, 6 dias ou até mais. A quantidade de dias de descanso entre um treino e o seguinte para o mesmo grupamento muscular é totalmente relativa à intensidade do treinamento. Se o treino não é tão intenso e o nível de condicionamento do aluno não permite isso, não é certo prescrever uma divisão de treino desse tipo para ele. Quanto à quantidade de exercícios, é exatamente o oposto do que eles podem pensar e cabe a você, um profissional da área, explicar-lhes que a intensidade é inversamente proporcional ao volume de treino; se a intensidade do treino é alta, fica evidente que é impraticável manter essa intensidade por horas a fio ou com exercícios e séries intermináveis. Resumindo, amigo, minha opinião é que fica por nossa conta o critério de avaliação da condição de treinabilidade do aluno, adequando a ela e aos objetivos deste, métodos e técnicas que atendam a seus objetivos. Se a divisão de treinamento é assim ou assada, cabe a você avaliar e aplicar o que aprendeu e acredita ser necessário. Abraço

  28. Olá, Romney. Tenho algumas dúvidas e espero que vc possa me ajudar; são perguntas simples, porém sempre carreguei algumas dúvidas comigo e a questão é a seguinte: é sempre bom estar mudando os exercícios do seu treino periodicamente em quanto tempo mais ou menos? Um indivíduo deve passar com os mesmos exercícios 2,3 meses ou até ele nao sentir mais o músculo? A segunda pergunta é fácil também mas, ainda tenho dúvida a respeito disso… se eu estou fazendo deltóide e um dos meus exercícios é elevação lateral com os halteres, depois de um certo tempo preciso mudar meus exercícios e se eu trocar elevação lateral com os halteres por elevação lateral na polia, tem alguma diferença? Seria conveniente fazer essa mudança ou eu deveria optar por outro exercício? Espero que possa me ajudar, campeão! Abraços
    ROMNEY – Diego, há quem prefira, como eu, particularmente, alterar alguns exercícios, séries, repetições e intervalos a cada treino e quem treine mantendo sempre a mesma disposição destas variáveis tendo ótimos resultados assim. Recomendo que mesmo que mantenha os exercícios, altere a ordem destes, bem como número de séries, repetições e tempo de intervalo, além de utilizar técnicas e métodos diferentes sempre que possível. Você pode nunca mudar os exercícios, mas, se houver este tipo de mudança, vai ser bem difícil não provocar estímulos e respostas diferentes a cada treino. Sobre o exercício citado, a diferença básica seria o tipo de tensão provocada pela polia, que no caso, seria constante, não sofrendo variações significativas nos graus de amplitude do movimento, diferentemente dos halteres, que sofrem variação de peso dependendo da angulação do exercício. Veja a técnica de execução sugerida em meu site para este excelente exercício, ok? Abraço e obrigado pela visita e comentário

  29. Cara, tou malhando desde janeiro e amagreci de 104kg para 84kg; agora tou pesando 91kg porém, minhas roupas não estão apertadas e estou ficando musculoso. Quero saber o seguinte: meu peso ideal seria algo em torno de 75kg pq tenho 1,75 de altura e como estou malhando pesado, como fica essa relação de IMC? Não to achando resposta para isso! Pq tou acima do peso e não to gordão ????
    ROMNEY – O cálculo do IMC só é empregado para quem se encontra sedentário, o que não é seu caso. Não existe “peso ideal” para quem treina com o objetivo de ganho de massa muscular. O que tem que ser observado e controlado é o percentual de gordura. Você pode ter 1,75 metros, pesar 100 quilos e ter um percentual de gordura de 10 por cento, por exemplo. Também pode pesar isso e ter 30 de percentual de gordura. A diferença é a composição corporal, controlada por uma dieta precisa. Abraço

  30. Olá Romney! Estou com muitas dúvidas com relação aos exercícios que devo fazer, pois já tentei vários tipos de treinos e nenhum me deu resultado satisfatório.
    Primeiro comecei a fazer 10 minutos de esteira e depois fazia exercícios anaeróbicos para definifição, achei que meu corpo estava ficando bonito, mas a área que eu tenho maior tendência a engordar não estava secando, que é a barriga. Por isso, mudei meu treino e comecei a fazer 40 minutos de esteira, alternando corrida e caminhada e depois exercícios de musculação, percebi que perdi peso mas a definição que estava ganhando nas pernas e bumbum foi desaparecendo gradativamente.
    Busquei informações na internet sobre o assunto e descobri que exercícios aeróbicos e anaeróbicos não se complementam e acabam por anular o resultado um do outro. O que devo fazer, pois sou magra e estou fazendo dieta, mas tenho medo de ficar muita magra tbm, quero ter um corpo relativamente magro, porém com um massa corporal tbm e sem barriga. Meu objetivo não é ficar musculosa, mas com o corpo feminino e definido na medida certa para uma pessoa de 1.55m, e 52kg. Gostaria que vc pudesse me dar umas orientações de treino, quantas vezes por semana e qtos minutos seriam necessários para ganho de massa magra e perda de massa gorda. Desde já, muitíssimo obrigada.
    ROMNEY – Débora, desde já, agradeço sua visita. Pra começar, é incorreta a informação que os exercícios aeróbios e anaeróbios anulam os efeitos um do outro (?); o que existe é o momento certo de realizá-los, dependendo do objetivo de cada pessoa e pode ter certeza que eles são aliados e se complementam, sim! Sobre definição muscular, que basicamente significa baixar seu percentual de gordura para que seus músculos fiquem mais aparentes, você deve seguir a orientação de um nutricionista especializado em nutrição esportiva e expor seus objetivos. É praticamente impossível conseguir o que você deseja sem uma dieta adequada, que é a principal responsável pela redução da gordura corporal e manutenção de sua massa magra, juntamente com um bom programa de exercícios, é claro (leia o artigo “Esteira X Halteres”). Sugiro que treine musculação o mais intensamente possível, quatro vezes na semana (seg e sex – pernas; ter e qui – tronco e membros e que cada treino não exceda uma hora; aeróbios quatro vezes também, em horários diferentes da musculação, preferencialmente, de 30 a 40 minutos em intensidade baixa, que é o que caracteriza o trabalho aeróbio e mobiliza mais calorias provenientes da gordura, diferente de você correr; realize-os às seg, qua, sáb e dom). Recomendo horários distantes entre um tipo de atividade e outra, justamente para que o tempo total de treino não tenha um volume elevado, acarretando perda muscular pela ação de hormônios liberados pelo tempo excessivo de treino (cortisol, por exemplo). Não tenha receio de ficar excessivamente musculosa, porque a mulher que não ingere substâncias que promovam esse efeito pronunciado e/ou não sofrem de distúrbios hormonais, não correm esse risco. O certo disso tudo é que você TEM que procurar o auxílio de um profissional de Ed. Física experiente no assunto e acompanhamento nutricional específico, ok? Abraço e boa sorte.

  31. Boa tarde Romney.Treino musculação há 2 anos e estou fazendo biceps e triceps no mesmo dia, segunda-feira. Na terça é dorsal e perna; quarta peito e ombro. Na quinta volta a repetir o treino da segunda. O que vc acha desse treino? Me sinto cansado e com dores no biceps na terça feira e sinto dificuldades para treinar dorsal. Gostaria de sua opinião. Saudaçoes.
    ROMNEY – Obrigado por visitar meu site, André. Amigo, se você treina os braços na segunda e treina na terça costas, estará acionando os bíceps novamente, porque são eles que, juntamente com os músculos dorsais, irão tracionar as cargas nas remadas e puxadas. Quando diz que treina peito e ombros e quinta treina novamente os braços, estará acionando os tríceps que já foram amplamente exigidos nos supinos e desenvolvimentos no treino anterior. Sobre o cansaço, André, não é pra menos, pois treinando costas e pernas, dois dos maiores grupos musculares de seu corpo, fica difícil manter a energia e recuperação adequadas. Procure treinar menos e leia os artigos http://2016.romneypersonal.com.br/2008/volume-de-treinamento/ e http://2016.romneypersonal.com.br/2009/ciclos-de-rotinas-de-treinamento/. Abraço

  32. Olá !! Gostaria de saber como faço pra ganhar massa muscular nas coxas sem tomar suplemento.Quais exercicios devo executar e quantas series de quantas repetiçoes , como também quantas vezes devo malhar perna por semana. Objetivo: ganhar massa muscular nas pernas.
    ROMNEY – Leandro, se você está em um nível avançado de treinamento, procure dividir o treino de pernas em dois: um dando prioridade aos músculos anteriores da coxa, treinando-os primeiro. Faça 4 exercícios como, por exemplo, cadeira extensora, agachamento livre, hack e leg press, seguidos de 2 para posteriores de coxa, como mesa flexora e stiff. Depois de 5 ou 6 dias, no segundo treino, comece com exercícios para os posteriores, realizando mesa flexora, stiff e cadeira flexora, por exemplo, seguidos dos específicos para anteriores como avanço, agachamento livre e leg press (30, 45 ou 90 graus). Faça 3 ou 4 séries de 15 a 8 repetições ou 12 a 6 repetições, sempre buscando a falha momentânea da musculatura em cada série, isto é, a impossibilidade de realizar a repetição seguinte. Procure sempre alterar ordem de exercícios, bem como número de séries, repetições e tempo de intervalo. Se for iniciante ou de nível intermediário, sugiro que exponha seus objetivos ao professor responsável, que seja experiente em musculação, de preferência. Abraço e obrigado por visitar meu site.

  33. Olá Rommey! Parabéns pelo seu site. As informações contidas aqui são de grande valia. Gostaria que me tirasse uma dúvida: pode-se malhar pesado perna e correr no mesmo dia,para quem quer ganhar mais massa muscular nas pernas, é aconselhavél? Isto malhando perna 1 vez por semana. Grato.
    ROMNEY – Vilmar, quando treinamos qualquer grupo muscular, estamos apenas dando o estímulo para que cresça e se recupere mais forte para futuros esforços. É justamente no repouso, no intervalo entre o treino e nova ativação muscular desse mesmo grupo, que os mecanismos responsáveis por este crescimento são ativados, juntamente com uma dieta adequada para tal. Então, se no pós-treino ou repouso, você dá outro estímulo impedindo a super-compensação de seu organismo, fica bem mais difícil o processo hipertrófico, que é seu objetivo. Se não abre mão da corrida, procure fazê-la um dia antes do treino de pernas e quando sua musculatura se recuperar totalmente do treinamento (quando não houver mais dor). Abraço e obrigado por visitar meu site

  34. Olá Romney! Adorei seu site, parabéns! Bom, sempre malhei mas tenho dificuldade em manter o treino direto. Costumo parar alguns meses, voltar, e assim já faz uns cinco anos e não houve grandes mudanças em meu corpo. Gostaria de saber qual o tipo de suplemento indicado para definir os músculos (sem ganhar muita massa), só mesmo auxiliar na massa magra, e que não tenha alto valor calórico. Já me falaram do whey protein; existe alguma contra indicação? Os treinos devem ser muito puxados? Quais efeitos colaterais? Meu principal objetivo é pereder barriga e definir pernas e glúteos. Muito obrigado.
    ROMNEY – Olá, Ellen. Respondendo às suas indagações, te digo, primeiramente, que para que mudanças significativas aconteçam em seu corpo, é necessário frequência nos treinos, determinação e foco nos objetivos que pretende alcançar. Com essas “paradas” que mencionou, tudo fica mais longe e difícil de ser atingido. Se fosse um meio normal, imagine se fisiculturistas, que já têm um físico e uma quantidade de músculos enorme, estariam sempre na academia, treinando arduamente, para melhorarem cada vez mais sua aparência! Suplementos são indicados, quando realmente há necessidade de complementação em sua dieta, como o nome já sugere. Se o problema é definição muscular, como você própria mencionou, a grande maioria dos suplementos contém calorias e estas vão adicionar uma taxa calórica extra em sua dieta, podendo até contribuírem para o aumento adiposo. Só se consegue definição muscular, isto é, diminuir seu percentual de gordura, ingerindo menos calorias e gastando mais, juntamente com exercícios, não importando quais sejam (veja http://2016.romneypersonal.com.br/2008/emagrecimento-esteira-x-halteres/); TODOS emagrecem, inclusive e principalmente, a musculação. Recomendo procurar um profissional nutricionista, com especialização na área esportiva, para fazer os ajustes necessários em sua dieta e prescrever ou não, suplementos. Se você já se encontra em um estágio avançado na musculação, os treinos devem ser, dependendo do objetivo, os mais intensos possíveis. Obrigado por visitar meu site, pelo comentário, abraço e boa sorte.

  35. Olá Romney, mais uma vez parabéns pelo site.Bom, malho há 3 anos e neste período desenvolvi bastante, de 52 kg para 64 kg atualmente. Meu professor dividiu meu treino em: segunta e quarta pesado na perna e terça e quinta pesado em glúteo. Apesar de tomar vários suplementos necessários, não estou desenvolvendo o que gostaria. Gostaria de uma opinião e se possível a série ideal para ganho, pois definição ja tenho (pernas e glúteo).
    Agradeço sua enorme atenção com todas as nossas duvidas.
    ROMNEY – Oi, Talita. Primeiro quero que entenda que ao treinar coxas na segunda e na quarta, você também estará treinando glúteos. QUALQUER agachamento e leg press, como também suas variações (avanço, agac. livre, hack, guiado, passada, leg 30,45 ou 90 graus, unilateral…), solicitam imensamente a musculatura dos glúteos, numa taxa de mobilização das fibras dessa região da ordem de 80%, contra 25% de exercícios como o famigerado 4 apoios e extensão de quadril na polia, segundo alguns autores (testes eletromiográficos). Sendo assim, você está treinando os glúteos quatro dias sem parar, sem o descanso necessário para que a sua musculatura se regenere maior e mais forte e é bom lembrar que é no repouso, juntamente com uma alimentação adequada que isso acontece. O treino é só o estímulo para uma resposta fisiológica. Sugiro treinar coxas com ênfase em quadríceps e glúteos na segunda e na quinta ou sexta, coxas com ênfase em posteriores e glúteos novamente (quando falo ênfase, quero dizer que os exercícios para a região citada devam ser executados primeiro e em maior número). Converse com seu professor e peça a ele que dê uma olhada em QUALQUER livro de cinesiologia,ok? Obrigado por visitar meu site. Abraço

  36. Boa noite Romney. Eu sempre gostei de praticar exercícios mas devido ao problema de escoliose de grau 34 lombar a direita e 24 graus escoliose dorsal a esquerda, minha ortopedista me encaminhou para fazer musculação; já estou na academia há um mês e meio, como sou jovem gostaria tambem de tonificar os glúteos, os braços e engrossar as coxas. Gostaria de saber quais os exercícios que eu posso fazer para tonificar essas áreas devido ao meu problema de escoliose. Desde já agradeço pela sua atenção.
    ROMNEY – Os melhores exercícios para pernas e glúteos são os agachamentos, leg presses e suas variações (agac. livre, hack, guiado, avanço, passada; leg press 30, 45 ou 90 graus, unilaterais…). Com o avanço em seu treinamento, alguns exercícios podem e devem ser adicionados ao seu programa, devidamente observados por um profissional de Ed. Física experiente. Eu também tenho escoliose e realizava agachamentos a fundo com cargas que passavam facilmente do dobro de meu peso. Acima de tudo, os exercícios prescritos devem ser executados de maneira confortável, não causando nenhum incômodo na região citada por você. Exponha seu caso e confie em seu professor, afinal, ele estudou pra isso. Abraço e obrigado por visitar meu site.

  37. Olá,Romney. Estou pensando em usar esse modelo. Preciso de sua opinião,querido. Me diga o que acha:
    Seg: omb/tri/pant; Ter: per. ant/abd; Qua: Off; Qui: Cost/bíc/pant; Sex: Off; Sáb: per. post
    Obs:Vc acha que mulheres devem treinar peito? Ouvi muitos profissionaais falando que não recomendam porque diminui. Por isso cortei treino de peito. Sucesso pra vc!!
    ROMNEY – Diane, se foi você que fez essa divisão de treino, parabéns. Só não está totalmente perfeita, justamente porque está faltando o dia de peito. Penso que o “profissional” que não recomenda o treinamento de peitorais para a mulher pelo motivo citado tem que, no mínimo, voltar a fazer estágio. Para você entender, os seios basicamente são compostos de gordura, que tende a diminuir com dieta e exercícios (qualquer tipo). Se você treinar peitorais, mesmo que intensamente, o risco dos seios diminuírem é muito pequeno, visto que a hipertrofia em mulheres é limitada, exceto se houver algum distúrbio hormonal e/ou uso de esteróides anabólicos. Nada impede também que você treine o grupo em questão somente para o fortalecimento da musculatura, para que não haja nenhum desequilíbrio postural entre as cadeias anterior e posterior do tronco. Sugiro treinar na segunda, antes de ombros, ou na sexta-feira com abdominais. Abraço e bom treino (inclusive de peito!).

  38. Olá,Romney.Estou conhecendo agora o seu site, e achei maravilhoso, estou iniciando agora minha vida como profissional de Ed. Fisica. Estou com uma aluna que tem como principal objetivo o emagrecimento, e ao mesmo tempo o ganho de massa muscular nas pernas e gluteos. Quero saber se voce pode me ajudar a dizer quais os exercicios que ela deve fazer para que a mesma chegue ao seu objetivo. Desde já agradeço sua ajuda, e muito sucesso em sua carreira. Fique com Deus!!!
    ROMNEY – Amigo, primeiramente sua cliente/aluna tem que estar sendo acompanhada por um profissional nutricionista, de preferência com especialização na área esportiva. Fazendo exercícios, é óbvio que o metabolismo dela vai aumentar e, se não houver esse controle, ela tenderá a comer mais, ganhando gordura além de músculos. Uma dieta mal organizada compromete tanto o emagrecimento, quanto o processo hipertrófico. Depois de um período de adaptação na musculação, que independentemente de objetivos todos têm que passar, o treinamento deve ser direcionado para as metas principais da cliente, procurando prescrever o óbvio: hipertofia moderada de tronco e mmss (se realizados uma vez por semana, por exemplo, 2 exercícios para cada grupamento muscular dessa região são suficientes, dando preferência aos exercícios básicos, que além de trabalharem mais músculos de uma vez, também promovem maior gasto calórico); para as pernas, se o treinamento for às segundas e sextas, o primeiro treino deve priorizar quadríceps, glúteos e panturrilhas e o segundo, na sexta, ísquios, glúteos e panturrilhas. Os melhores exercícios para estas regiões são agachamentos e leg presses para quadríceps e glúteos, bem como suas variações (agac. livre, hack, passada, avanço, leg 30, 45 ou 90 graus, unilaterais…); para os ísquios, stiff e variações, mesa, cadeira e flexora vertical. Fuja dos exercícios idiotas como 4 apoios e extensões de quadril nos cabos (pode até prescrevê-los, mas sempre no final do treino, não comprometendo o tempo). No mais, é paciência e determinação de ambas as partes. Boa sorte e sucesso em nossa profissão. Abraço

  39. Olá, Romney amigo!!! Eu estou com uma dúvida…Existe a possibilidade de eu trabalhar dando mais ênfase no vasto lateral ou medial na extensora?
    ROMNEY – Diane, as rotações externa e interna do quadril combinadas com extensão dos joelhos, supostamente utilizadas para alterar a ativação do vasto medial e lateral respectivamente, são equivocadamente utilizadas porque há uma impossibilidade mecânica de se realizar este tipo de movimento com os joelhos em extensão total (vc pode conseguir isso em ângulos de FLEXÃO maiores q 30 graus, isto é, bem embaixo). Como a posição anatômica do fêmur (osso da coxa) associada à movimentação da tíbia (da perna) durante a extensão do joelho ocasiona a lateralização da patela (osso do joelho), o movimento exige uma maior ativação do vasto medial para compensar essa tendência nos últimos 30 graus de extensão, segundo alguns autores. Essa é uma característica que vai depender de indivíduo para indivíduo, podendo alguns sentirem desconforto ao forçarem o movimento. Eu, particularmente, não usaria desse recurso mesmo porque exames de eletromiografia não mostraram resultados significativos, mesmo na fase final da negativa (descida) com os joelhos em ambas as posições. Abraço

  40. Fala prof.! Em relação a suplementos alimentares qual a sua opinião? Aqui onde eu moro a onda agora é o D’drol, você sabe algo sobre esse suplemento? Algum artigo? E também se fala muito sobre o Animal Pack. Se tiver alguma informação fidedigna sobre esses suplementos mande para mim. Desde já agradeço.
    ROMNEY – Wagner, sou totalmente a favor do uso de suplementos, caso haja necessidade disso. É evidente que não é o que acontece na realidade, quando até iniciantes na musculação começam a fazer uso deles, muitas vezes desconhecendo até para que servem. O uso de suplementos deve ser orientado por um profissional nutricionista e/ou sugerido por um profissional de Ed. Física experiente, que acompanha o treino do aluno e sabe realmente da necessidade de usar este ou aquele produto. Sobre o primeiro produto citado, não é suplemento e não pode ser comercializado em nosso país simplesmente porque a ANVISA entende que este e outros produtos (como o M-Drol e outros “Dróis”) não atendem à regulamentação das leis brasileiras. Este produto, pelo que sei, contém hormônios anabolizantes, tem a propriedade de retenção hídrica (responsável pelo maior aumento do peso corporal em pouquíssimo tempo), aumento da pressão arterial (devido à retenção hídrica), acne, entre outros. Como os pró-hormonais são produtos relativamente novos no mercado mundial, fica difícil para um médico recorrer a um estudo que ainda não existe, no caso de quem estar fazendo uso deste ter um piripaque. O outro produto, este sim, um suplemento para atletas ou para quem tem as necessidades próximas às deles, tem propriedades comuns a este tipo de produto como melhoria da performance metabólica (otimiza o balanço entre catabolismo e anabolismo), tem fontes de aminoácidos, energia para o treino, permite que com a oxigenação celular otimizada a síntese protéica ocorra com melhor eficiência, etc. Como eu disse, não é um produto para iniciantes ou intermediários. No mais, é isso. Fuja do primeiro e mereça usar o segundo. Abraço

  41. Gostaria de tirar uma dúvida em relação a suplementação e a duas partes difíceis de trabalhar, pra mim, a parte interna da coxa e a inferior do abdominal. Nossssssssa é dificil, faz quase cinco meses que malho, já melhorei muito até a parte lateral do abdomem,mas a inferior é dificil demais, e a interna da coxa também. Gostaria de dicas e de saber um suplemento que não seja caro e que seja bom; sei que os “wheys” mais caros tem mais proteína e tals mas são na faixa de 100 a 500, num da né! Estou tomando um da atlhetica com 17 g de proteína, mas acaba muito rápido, logo porque a recomendação é de tomar 5 medidas daquelas que vem na embalagem… então se vc puder me dar uma ajuda agradeço… pretendo fazer Educação Física também mas só ano que vem.
    ROMNEY – Quanto à suplementação, é necessário que um profissional da área veja se você realmente tem necessidade de, no caso, fazer uso de hiperprotéico. De todo modo, recomendo que ao utilizar a Whey Protein, a dose desta deva conter, no máximo, até 25g, podendo até ser bem menos, dependendo de seu peso (para cada quilo de seu peso, multiplique 1,8g de proteína e divida pela quantidade de refeições que faz ao dia. Ex: 60kg x 1,8g = 108g : 6 refeições = 18g de proteína em cada). Estudos têm comprovado que o corpo humano não absorve dosagens superiores a 1,8g de proteína por quilo de peso corporal, exceto se houver uso paralelo de substâncias que estimulem e otimizem uma absorção maior. Sobre os exercícios, recomendo que no que diz respeito aos abdominais, realize os que você sinta realmente trabalhar esta região, queimar mesmo, sentindo-se confortável na execução, independentes de quais sejam. Existe uma lei na fisiologia muscular humana que diz que “ou todas as fibras de um músculo se contraem ou nenhuma se contrai” (lei do tudo ou nada), então não só as fibras inferiores de seu abdômen estão sendo trabalhadas realizando este ou aquele movimento; variamos os exercícios para os estímulos serem diferentes e desafiadores, não para isolarmos partes diferentes do abdômen, no caso. Sobre a parte interna da coxa, normalmente onde algumas mulheres acumulam mais gordura (que deve ser seu caso, já que treina há algum tempo e flacidez muscular não seja o problema), os exercícios que mais trabalham essa região são os agachamentos e leg presses, bem como suas variações (avanço, ag. livre, hack, leg 45, 90 graus, unilaterais, etc.). Com uma dieta específica, treino bem orientado e foco nos resultados, seus objetivos devem ser alcançados. Abraço

  42. Olá romney, seu site é ótimo, obrigada pelas informações sobre os exercícios para culotes e glúteos, pois já estão dando resultado. Agora estou com uma dúvida sobre os exercícios abdominais: para fortalecer e diminuir as gordurinhas do abdome quais os melhores exercícios? Precisa acontecer o descanso como na musculação? um dia eu trabalho um tipo de exercício e no outro dia outro tipo ? O que fazer pra ficar com um tanquinho ?!!!!! Beijos
    ROMNEY – Oi, Madalena. Para entender de uma vez: abdominais são exercícios para o abdômen, assim como o agachamento é para as pernas. Não se mobiliza gordura de uma região do corpo exercitando essa mesma região. A gordura do corpo disponibilizada como energia para quaisquer exercícios (aeróbios e anaeróbios) é sistêmica, ou seja, de todo o corpo, dando preferência àquelas em que o acúmulo é maior. DIETA é o principal fator para a perda de gordura, localizada ou não e, exercícios aliados a uma alimentação específica, apenas aceleram esse processo. Mesmo treinando corretamente e fazendo dieta, é preciso estar consciente que o “tanquinho” desejado pode nunca acontecer, por impossibilidade genética ou outros fatores (gravidez é um deles). Como você também não treina pernas todos os dias, dê descanso de pelo menos 48 horas entre um treino de abdômen e outro, ok? Procure um nutricionista. Vá por mim, tá? Abraço

  43. Olá,parabéns pelo site. Muito bom mesmo…Sempre malhei, mas, após o nascimento de um casal de filhos, noto que preciso enrigecer muito abdomen, tríceps, quadríceps e glúteo. Não tenho muito tempo para malhar e, por isso, estou treinando segundas e quintas TODOS os grupos musculares e fazendo 30 min de “Transport” no Domingo. No treino, coloco cargas altas para chegar à falha na décima repetição da segunda série. Li seus artigos e vi que estou fora da divisão dos grupos musculares, mas dentro das 72h de descanso para os músculos. Posso conseguir um ótimo resultado da forma que estou fazendo ou é necessário separar os grupos musculares? Na sua opinião, qual o melhor exercício para interno de coxa? Valeu…
    ROMNEY – Oi, Fernanda. Você realmente pode ter ótimos resultados da forma que está treinando dependendo do que está esperando deste tipo de treino. Se seu objetivo é um maior desenvolvimento de um grupo muscular específico, a recomendação é que treine este grupo isoladamente, priorizando a intensidade e um número maior de exercícios. Se sua disponibilidade não permite mais dias de treino, comece a rotina de treinamento pelo grupamento muscular que pretende dar mais ênfase (pernas, por exemplo). Outra opção é nas segundas-feiras treinar posteriores da coxa (3 exercícios), panturrilhas (1 exerc), costas (2 exerc), bíceps (1 exerc) e abdômen (2 exerc) e, na quinta, treinar 3 exercícios para a região anterior da coxa (agachamentos e leg press, bem como variações destes exercícios mobilizam intensamente os glúteos), panturrilhas (1 exerc), peito (2 exerc), ombros (1 exerc), tríceps (2 exerc) e abdômen (2 exerc). Se o treino de coxas for muito intenso, faça o treino completo às segundas e treine o tronco e membros em qualquer outro dia, se assim desejar. Sobre séries e repetições, varie sempre o número destas, bem como intervalos entre as séries (em um treino, 3 x 15 a 8 reps com 1 min de intervalo; em outro, 4 x 12 a 6 reps com 40 seg de intervalo, por exemplo). Exercícios aeróbios podem ser realizados após a musculação em intensidade baixa (se a opção for esteira, é andando, não correndo!) por 20 minutos, dependendo do tempo que levou para terminar o treino (45 min no máximo e depois o aeróbio). O melhor exercício para as coxas que inclusive, trabalha imensamente a região adutora ou interna das coxas é o agachamento, de preferência realizado de forma livre e não sou eu que estou dizendo: estudos com ressonância magnética já comprovaram amplamente o que todos os fisiculturistas e/ou atletas já sabiam há muito tempo. Não esqueça que a dieta tem que estar prescrita de acordo com seus objetivos porque, somente treinando, resultados positivos demoram ou quando aparecem, não são necessariamente da forma como esperamos. Consulte um nutricionista especializado na àrea e um profissional de Ed. Física experiente, ok? Obrigado por visitar meu site e pelo elogio. Abraço

  44. Boa tarde! Gostaria de saber quais os melhores exercícios físicos que posso treinar em casa para obter um condicionamento para fazer flexão e extensão de cotovelos na barra fixa. Desde já, te agradeço.
    ROMNEY – Fabrício, flexão dos cotovelos ativa é quando vc se aproxima da barra e, consequentemente, há uma extensão passiva quando vc desce, isto é, os mesmos músculos que te levaram a subir, controlarão também a descida de seu corpo. Se este for o caso, exercícios em casa ficam mais difíceis justamente pela falta de equipamento, como por exemplo, o puxador ou puxada alta. Experimente, se conseguir visualizar, colocar uma barra ou cabo de vassoura entre os apoios de duas cadeiras, uma de costas para a outra; posicione-se entre elas, deitado com as costas para o chão, segure a barra com as palmas das mãos voltadas para cima ou para baixo, pegada na largura dos ombros e eleve seu peito até que este toque a barra ou cabo. Suspenda o corpo em um movimento vigoroso mas controlado e desce lentamente até que haja a extensão dos cotovelos. Se quiser dar mais dificuldade ao movimento, coloque seus pés sobre outra cadeira, deixando-os mais altos que o tronco quando este se encontrar embaixo. É mais uma remada que uma puxada mas, trabalha a mesma região do exercício barra fixa (costas e bíceps). Tenha o cuidado de colocar peso sobre o assento das cadeiras para que as mesmas não virem quando vc suspender seu corpo. Espero que tenha te ajudado e cuidado na preparação do exercício. Abraço e obrigado por visitar meu site.

  45. Adorei o site, esta muito bem elaborado e ja consegui tirar muitas duvidas, obrigado. Tenho um filho de cinco anos e treino há um ano; já consegui obter resultados, não ainda do jeito que desejo mas enfim, pelo fato de ter filho é impossivel ter o abdômen que eu sonho, definido e sem flacidez?????
    ROMNEY – Mel, você já deve saber que na gravidez, algumas mulheres têm as fibras do abdômen rompidas devido ao rápido crescimento do feto e consequente distensão da musculatura abdominal, bem como o aparecimento de estrias na região. Pois bem, devido a esse fato, mesmo seu abdômen estando definido e rígido, alguma protusão ou projeção do ventre à frente pode permanecer visível após o nascimento do bebê. Existem cirurgias plásticas que corrigem essa situação, “ligando” as fibras que foram rompidas e recuperando o diâmetro da circunferência da cintura. Em todo caso, se essa não for uma opção, uma dieta específica para seus objetivos, de preferência prescrita por um profissional da área, pode te ajudar a chegar bem perto, se não atingir totalmente o que está pretendendo, se não houver um impedimento genético (muitas mulheres nunca recorreram a cirurgias e não aparentam terem tido gravidez). Treine corretamente, se alimente tão bem quanto possível que os resultados só tendem a melhorar. Obrigado por visitar meu site e pelo elogio. Abraço e boa sorte.

  46. Olá Romney, parabéns pelo site…ele é ótimo! Gostaria saber se existe alguma variação em casa para: leg press, cadeira adutora e extensor…obrigada…beijos
    ROMNEY – Rose, não entendi. Você tem o equipamento em casa e quer alguma variação ou quer algum exercício que simule o movimento destas máquinas? No primeiro caso, pode fazer o leg press com os pés mais afastados lateralmente ou bem próximos um do outro, bem como posicioná-los no alto ou embaixo do apoio; os dois outros exercícios, nada que valha a pena ou faça diferença tentar, ok? Se o problema for o segundo caso, pode realizar os movimentos de adução e extensão com uso de caneleiras; já o leg press, fica difícil. Você pode fazer agachamentos em casa, avanços (afundos) ou subir em uma plataforma alta, unilateralmente (veja “TREINO DE COXAS E GLÚTEOS” em meu site) usando um cinto feito também com caneleiras. Abraço, obrigado por visitar meu site e pelo elogio.

  47. Olá,estou com uma grande dúvida. Sou magra mas nem tanto, comecei a malhar para perder peso já faz uns três meses e percebi que minhas coxas e quadris aumentaram, pois minhas calças estão apertadas; malho três vezes na semana. O que está acontecendo? Me esclareça essa dúvida.Beijos. Obrigada.
    ROMNEY – Olá, Angela.É perfeitamente normal o que está acontecendo com você e o nome desse fenômeno nada mais é que hipertrofia muscular, ou seja, o aumento de massa magra que normalmente acontece em quem pratica musculação. Na mulher, é comum o rápido aumento dessas regiões citadas, principalmente se o treino for direcionado para este objetivo. O aumento de massa muscular é o principal fator que favorece o emagrecimento, fazendo com que a mudança na composição corporal seja um dos maiores benefícios da musculação. O “perder peso” a que você se refere, com certeza deve ser o peso proveniente da gordura corporal, comum em quem se encontra sedentário e sem acompanhamento nutricional. Recomendo que atente quanto à sua alimentação para que não acumule gordura ao mesmo tempo que ganha músculos, visto que o apetite também aumenta em quem apresenta ganho muscular. Aproveite para procurar um nutricionista especialista na área esportiva porque com uma dieta específica, os músculos que você ganhou te ajudarão no processo de emagrecimento.
    Abraço e obrigado por visitar meu site

  48. Oi, seu site é maravilhoso. Tenho dúvidas, estou malhando há 3 meses, tenho 67 KG, 1,66 + -, sempre tive o bumbum grande e pernas grossas mas tenho facilidade de efeito safona e nisso fiquei muito flácida, mas como estou na academia já esta enrijecendo. Gostaria de um exercicio que enrijecesse glúteo mais rápido, ganhar um pouco mais de massa nas pernas e depois dividir; tem algum exercício ideal… faço agachamento a pouco tempo a um mes e meio com 18 Kg de cada lado…o que acha?
    Obrigadooo…amei o site.
    ROMNEY – Bem, a primeira coisa a fazer é manter dieta e treino constantes para evitar o efeito citado por você. Treinamento e dietas transitórios só agravam o quadro que acredite, pode ficar bem pior. Como seu tempo de treinamento atual é curto, recomendo paciência e que procure um nutricionista especializado na área esportiva, visto que quem treina tem necessidades especiais de alimentação. Ainda sobre a dieta, esta é a principal responsável pela perda do percentual de gordura que encobre a musculatura; com a redução deste percentual, visualizamos melhor os músculos, o que chamamos normalmente de “divisão”. Na mulher, geralmente, há um acúmulo de gordura local em áreas específicas como glúteos, braços e coxas (veja artigo em meu site) normalmente confundido com flacidez muscular; a gordura realmente não enrijece, bastando perdê-la para sentir o tônus (firmeza) dos músculos que estão abaixo. Agachamentos e Leg Presses, bem como suas variações (hack, avanço, passada, livre, leg 30, 45 ou 90 graus, unilaterais, etc) trabalham imensamente as coxas e glúteos e têm que estar dispostos em sua rotina de treino de pernas, de acordo com seus objetivos e condicionamento. Converse atentamente com seu professor, ok? Obrigado por visitar meu site, pelo elogio e dessa vez não perca o foco em seus objetivos. Abraço e boa sorte

  49. Oi Romney! Gostaria da sua opinião: malho já faz algum tempo, sou magra e gostaria de ficar com corpão. Me passaram o seguinte treino: segunda e quinta leg press, agachamento, cadeira extensora, a fundo e hack. Na quarta descanso e na terça e na sexta malho glúteos, flexor unilateral, stiff, cadeira flexora e panturrilha. O que vc acha, é necessário alguma mudança? Tudo 4 séries de 10, exceto panturrilha que faço 4 de 20. Falando nelas, queria trabalhar pesado para engrossá-las, posso fazer todo dia? Agradeço desde já, um abraço!
    ROMNEY – Olá, Janine. Veja, quando treinamos exercícios básicos para coxas como agachamentos e leg presses, bem como suas variações (hack, afundo, livre, guiado, leg 30, 45, 90 ou unilaterais, etc) também solicitamos imensamente a região glútea, onde todos os músculos trabalham intensamente; se no dia seguinte a esse treino você realiza exercícios para essa área novamente, estará impedindo que a musculatura em questão se recupere e hipertrofie, isto é, aumente. Quando realiza o stiff, novamente estará acionando os glúteos pois, além dos posteriores da coxa, este exercício também atinge os glúteos. Recomendo que treine segunda- feira coxa anterior, dando prioridade aos exercícios citados por você, mais alguns que já realize para os glúteos; quinta ou sexta, dependendo de sua recuperação muscular, treine os posteriores da coxa e novamente mais alguns exercícios específicos para os glúteos. Sobre séries e repetições, varie tanto o número de séries, quanto o de repetições a cada treino, bem como a ordem que realiza os exercícios. Não se prenda a um número fixo de repetições; experimente realizar repetições entre 15 a 6 ou 12 a 8, tentando atingir a falha da musculatura (impossibilidade de realizar a repetição seguinte) neste intervalo, ou seja, qualquer repetição compreendida entre o limite superior (15 ou 12) e o inferior (6 ou 8). A respeito das panturrilhas, não é treinando-as todos os dias que vai conseguir o que espera pois,se este fosse o caso, também treinaria suas pernas todos os dias, não? Exercite-as na terça e na sexta-feira, realizando repetições entre 20 e 10 no primeiro treino e entre 15 e 10 no segundo, também variando os exercícios, ordem e séries. É no descanso que os músculos crescem, não quando estão sendo exercitados. Aliado ao descanso, uma alimentação adequada para que os nutrientes contribuam positivamente para uma perfeira regeneração e consequentemente hipertrofia. Espero que tenha te ajudado. Boa sorte, abraço e obrigado por visitar meu site.

  50. Fiz redução de estômago há 10 meses, já perdi 52kg , tenho 29 anos . Atualmente peso 70kg e tenho 1,59m . Tenho muita preguiça de malhar, mas estou vendo necessidade urgente pois preciso eliminar o máximo posivel da flacidez (parte interna coxa , proxima a virilha e a do braço proximo as axilas); qual a sua indicação profissional de melhor série de exercícios? Obrigada pela atenção.
    ROMNEY -Ticiana, como você deve saber, a prática de alguma atividade física é sempre recomendada para quem foi gastroplatizado, desde que não haja restrições relativas à saúde geral. Se a atividade escolhida for a musculação, melhor, pois é reconhecidamente a melhor maneira de se controlar a composição corporal, dentre outros benefícios. Se você está começando, primeiramente tem que fazer um programa de adaptação que por si só, já apresentará resultados satisfatórios quanto ao problema de flacidez de nível muscular (é bom lembrar que gordura não enrijece e que algumas regiões do corpo da mulher apresentam um acúmulo de gordura maior que nos homens, como as regiões citadas). O certo é que neste primeiro momento, deve-se dar prioridade a exercícios que envolvam mais de um grupo muscular, dito compostos (leg press, supinos, remadas, desenvolvimentos,etc) que, além de atingirem vários músculos por vez, possibilitam um gasto calórico maior, ajudando também no emagrecimento. Converse com seu professor que ele TEM que entender tudo isso e prescrever o que achar adequado aos seus objetivos. Obrigado por visitar meu site e boa sorte

Deixe uma resposta