O Agachamento

O agachamento pode ser considerado o exercício número um da musculação, tanto pela solicitação de grande parte do sistema muscular, como por ser um dos mais polêmicos no que diz respeito à profundidade da flexão dos joelhos ao ser realizado.

A profundidade adequada do agachamento tem sido discutida há muito tempo. Muitos médicos advertem que um agachamento muito profundo é perigoso para os joelhos, mesmo não tendo, na maior parte das vezes, conhecimento sobre métodos e técnicas empregados por profissionais de Ed. Física e atletas. Como explicar então o porquê de fisiculturistas realizarem um agachamento tão profundo ao ponto de seus glúteos quase tocarem o solo e suas orelhas quase tocarem os joelhos, e mesmo assim, eles não sofrerem lesões ao praticarem esse exercício? E convém não esquecer as cargas absurdamente altas que eles utilizam ao agacharem.

A chave para a segurança neste poderoso exercício está relacionada com a preparação física adequada e a execução correta e precisa da técnica. Se você não tem segurança ou condicionamento suficiente para agachar a fundo, ou, se tiver alguma limitação ou impedimento para fazê-lo desta forma, deve pedir sempre orientação profissional. Ao contrário disso, se você já tem a musculatura adequadamente preparada e não tem, por exemplo, histórico de lesões nos joelhos, agache e vá o mais fundo que puder, sempre mantendo a integridade da coluna preservada e tendo a certeza que o peso permanece igualmente distribuído entre os dois pés. Paralelamente, a execução bem sucedida do agachamento, bem como sua profundidade, depende da grande extensão de flexibilidade do tornozelo-joelho-quadril.

Consulte o seu personal trainer ou algum profissional de Ed. Física para tirar qualquer dúvida e inclua o agachamento na sua rotina de treinamento de pernas de agora em diante.