Emagrecimento: Esteira X Halteres

Diminuir a quantidade de gordura corporal é um objetivo pretendido por muitas pessoas, por diversas razões. Dieta associada a exercícios é reconhecidamente a melhor maneira de se perder peso à custa do tecido adiposo, mas a dúvida surge quando se questiona qual o melhor exercício para esta finalidade.

Alguns desinformados de plantão imaginam que os exercícios aeróbios são os mais eficazes para favorecer o emagrecimento, considerando que o principal “combustível” para esta atividade física é a gordura. Seguindo este raciocínio, os exercícios anaeróbios como a musculação, seriam menos eficientes para estimular a “queima” de gordura corporal, porque sua principal fonte de energia é o glicogênio muscular. Embora os substratos metabólicos preferenciais sejam realmente a gordura para os exercícios de baixa intensidade (aeróbios) e o glicogênio para os exercícios de alta intensidade (musculação), concluir que um dos tipos de atividade física é melhor que o outro para emagrecimento é, no mínimo, precipitado.

A explicação do processo de emagrecimento é muito mais simples do que muita gente imagina e que alguns insistem em complicar, talvez por não saberem o que estão falando: trata-se de um simples balanço entre calorias ingeridas e calorias consumidas. Quem fala o contrário, está enganado ou está enganando. E o que é realmente “caloria”? Caloria (o nome correto é kilocaloria) é uma medida de energia, que tanto pode estar contida nos alimentos sob a forma química, quanto “queimada” no trabalho muscular. Quando ingerimos mais calorias do que gastamos, armazenamos o excesso de energia sob a forma de gordura; quando gastamos mais do que ingerimos, diminuímos nosso tecido adiposo, que é mobilizado para fornecer a energia que faltou na nossa alimentação.

Como compreender então, porque um exercício aeróbio emagrece igualmente a um exercício anaeróbio, desde que ambos produzam o mesmo gasto calórico, se um utiliza gordura como combustível e o outro, glicogênio? Simples: a reposição do glicogênio gasto durante um exercício anaeróbio ou musculação, bem como a síntese protéica que ocorre estimulada pelos exercícios de alta intensidade são atividades metabólicas que o organismo só consegue realizar consumindo calorias, que são obtidas à custa da mobilização do tecido adiposo.

Além disso tudo, a musculação promove a elevação dos níveis de hormônios considerados emagrecedores, como a testosterona e o hormônio do crescimento.

Portanto, a diferença que existe entre um exercício aeróbio e um anaeróbio, no que diz respeito ao processo de emagrecimento, é que o primeiro emagrece durante, e só durante a sua execução, e o segundo, depois, mantendo seus efeitos mesmo depois de terminada a sessão de exercícios. Dúvidas? Consulte um Profissional de Educação Física.