Celulite e Musculação

Dentre todos os objetivos de mulheres que procuram a musculação como opção de atividade física, sem dúvidas, o estético é de longe o objetivo principal da maioria. E em se tratando de estética feminina, a grande vilã a ser combatida é conhecida como lipodistrofia ginóide, lipoesclerose, fibroedema ginóide ou simplesmente celulite.

Mas, ouve-se tanto falar de celulite e afinal, do que se trata? O que realmente é a celulite? A celulite é uma alteração no tecido subcutâneo, isto é, logo abaixo da pele, onde temos o tecido adiposo, formado por células de gordura. Quando ocorre inflamação do espaço que circunda essas células temos a celulite, que afeta tanto homens quanto mulheres, sendo as últimas as mais acometidas. A celulite torna-se evidente a partir da adolescência, mas, algumas crianças, principalmente do sexo feminino, já apresentam esta doença das células do tecido subcutâneo.

Estudos comprovam que nove entre dez mulheres apresentam pelo menos um dos estágios da celulite, seja a forma mais branda ou a mais avançada, onde as depressões na pele são mais acentuadas. A celulite não faz distinção, aparecendo tanto na puberdade quanto na fase adulta, na jovem magra, gorda, alta ou baixa e pode ser desencadeada devido à soma de várias alterações acionadas por fatores como herança genética, sedentarismo, problemas circulatórios, alimentação inadequada, cigarro, álcool, estresse e desequilíbrio hormonal. As partes mais vulneráveis para o aparecimento da celulite são a faces lateral, interna e posterior da coxa, os glúteos, a face interna dos joelhos, a parte posterior e lateral dos braços e o abdômem.

A celulite atualmente é considerada uma doença e não mais uma simples deformação estética e, para combater essa doença, é preciso, principalmente a colaboração efetiva de quem se propõe a vencê-la, mesmo sabendo que em muitos casos, ela não vai desaparecer totalmente. Seria muito simplista achar que em algumas horas de atividade física na academia ou em qualquer outro lugar, o quadro que se apresenta vai se reverter totalmente. Sem um controle alimentar visando reduzir o percentual de gordura em alguns casos, ou apenas uma alimentação saudável, com bastante ingestão de líquidos, evitando o uso de sais de todos os tipos, enlatados, álcool e tudo que puder influenciar na retenção de líquidos, por exemplo, fica muito mais difícil combater a celulite. Exercícios contra-resistência como a musculação, que promove o aumento de massa muscular, promovendo o efeito de "esticar" a pele e melhorar a aparência do local afetado (a pele muito flácida agrava a aparência da celulite), acompanhamento médico em casos específicos, tratamentos paralelos como ultra-som, drenagem linfática, endermologia e outros, também são perfeitamente indicados na luta contra esse mal.

O principal, antes de tudo, é modificar hábitos, ser consciente de seus objetivos e suas possíveis limitações e não desistir no meio do caminho. Nada pode ser tão ruim que não possa ser melhorado. Vamos treinar fazer dieta, mudar de vida... sem celulite! (ou quase sem).

                                                                                    Romney Dantas